Notícias

Praça sofre com abandono e é ocupada por desabrigados

7 de julho de 2015

Localizada em meio a prédios centenários e simbólicos na história de Fortaleza, como o Lord Hotel, o Theatro José de […]

ler mais ...

Mais desemprego: Comércio pode demitir 1 milhão de empregados. Governo em alerta: desemprego no comércio pode bater recorde.

16 de junho de 2015

SÓ NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 FORAM 129 MIL EMPREGOS PERDIDOS. FOTO: VALDECIR GALOR/SMCS
A área econômica do governo trabalha com a expectativa sinistra de que a crise levará o comércio varejista a demitir quase de 1 milhão de pessoas durante este ano. O governo se prepara para o pior: convulsão social. E não é para menos: dos atuais 7.945.613 dos trabalhadores com carteira assinada no comércio, 12% devem perder seus empregos. Só o setor público emprega mais que o comércio: 9,3 milhões, no total.

ler mais ...

Dirigentes de sindicatos enriquecem com desvio de dinheiro = FANTÁSTICO (14/6/2015)

15 de junho de 2015

A missão de um sindicato é lutar por benefícios para os trabalhadores. Certo? Mas em vários lugares do país, não é isso o que vem acontecendo. Esses sindicatos são controlados por dirigentes corruptos, e no fim, o dinheiro sai do bolso do trabalhador e vai direto para o bolso deles.
Veja na matéria do FANTÁSTICO o presidente que empregava parentes e família pode ter desviado R$ 100 milhões. Até passeio pela Disney foi feito com o dinheiro dos contribuintes.

ler mais ...

Empresário Vicente Emídio da Silveira – Um Homem de Palavra

1 de junho de 2015

Vicente Emídio da Silveira Um Homem de Palavra. Empresário Vicente Emídio da Silveira – Um Homem de Palavra     […]

ler mais ...

Atalhos de teclado do MacBook

1 de junho de 2015

Para usar um atalho de teclado, mantenha pressionada uma ou mais teclas modificadoras enquanto pressiona a última tecla de atalho. […]

ler mais ...

Família Aguiar – 7 Séculos de História

1 de junho de 2015

Família Aguiar – 7 Séculos de História Vicente Emídio da Silveira  –  Capitulo VI  =  Página: 111.

ler mais ...

Celulares roubados são vendidos em feira livre – DN

28 de maio de 2015

De mal à pior, falta administração na fiscalização de combate por parte do Poder Público Municipal, a sociedade de Fortaleza assiste o aumento dos roubos ao tempo que existe a garantia de uma Zona-Franca de comercialização nas principais ruas e praças do centro da cidade de Fortaleza, de aparelhos celulares roubados, sem nota-fiscal a preço abaixo do de mercado
Na Praça da Lagoinha, é possível encontrar em bancas desde celulares mais simples, a R$ 50, até os mais modernos, como o iPhone 6, por R$ 3 mil
Será que é só as autoridades que não veem isso?

ler mais ...

Cine São Luiz volta a abrir as portas – DN

27 de maio de 2015

Fechado desde 2010, o prédio recebeu, ontem, espetáculo voltado para os comerciários de Fortaleza

ler mais ...

Ambulantes e lojistas pedem espaço para comércio informal – DN

20 de maio de 2015

O comércio informal instalado no Centro da cidade de Fortaleza/Ce, gera mais de 15 mil desempregos formais.
MPCE solicita na Justiça a retirada de feirantes; para presidente da Ação Novo Centro, deve haver ordenamento.

ler mais ...

MPCE pede saída de ambulantes – DN

19 de maio de 2015

CENTRO
O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) entrou com uma ação civil pública com o objetivo de fazer com que a Prefeitura de Fortaleza retire os feirantes não permissionários que se instalam no Centro da Capital. A medida, com pedido de liminar, pede multa diária de R$ 5 mil no caso de descumprimento por parte do Município.

ler mais ...

MP pede que Prefeitura seja obrigada a remover feirantes do Centro – OP

19 de maio de 2015

A ação destaca perímetro entre as ruas Pedro I, 24 de Maio, São Paulo e Assunção. MP argumenta que calçadas e praças têm sido “sequestrado” do uso público.

ler mais ...

De mal a pior, filantropia que virou pilantropia

15 de maio de 2015

PILANTRAGEM
Feira livre do comércio informal de ambulantes que na verdade são fixos, instalados de forma irregular formado o caos com apoio direto da Prefeitura Municipal de Fortaleza, demarcou uma zona franca nas calçadas em baixo das marquises das lojas nas principais ruas e praças do centro da cidade de Fortaleza/Ce, o ano inteiro no período do horário comercial, prejudicando frontalmente o comércio formal numa concorrência letal, desleal e predatória.

ler mais ...