Notícias

Prefeitura lançará plano de requalificação para o Centro em agosto

9 de julho de 2018

| INTERVENÇÃO | Medidas contemplam ordenamento do comércio informal, política de apoio a moradores de rua e ações voltadas à infraestrutura do bairro 

PROJETO INCLUI ordenamento do comércio informal e eixos no transporte público RODRIGO CARVALHO 6/8/2015

PROJETO INCLUI ordenamento do comércio informal e eixos no transporte público RODRIGO CARVALHO 6/8/2015

 A Prefeitura vai iniciar no mês de agosto uma série de ações de requalificação do Centro da Cidade. Para isso, deve realizar no dia 16 de julho um evento com secretarias e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza) sobre as alternativas de melhorias da região.

“Vamos mobilizar empresários, moradores do Centro, pessoas ligadas ao comércio informal para o seminário. Nossa meta é que, num intervalo de 12 meses, as medidas sejam tomadas”, disse o prefeito Roberto Cláudio (PDT). Ele explica que o plano será dividido nos eixos transporte público, ordenamento do trânsito, ordenamento do comércio informal, política de apoio a moradores de ruas, infraestrutura (calçadas, calçadões e praças) e um programa de habitação para o bairro.

“Já em agosto as ações serão tomadas. Vamos fazer o calçadão da (rua) Liberato Barroso e algumas intervenções no trânsito para o seu ordenamento”, adiantou o prefeito. No entanto, não há valores definidos para as iniciativas.

Assis Cavalcante, presidente da CDL Fortaleza, afirma que no dia 16 ocorrerá a reunião de trabalho. Segundo ele, devem participar do encontro a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf).

Conforme havia sido publicada pelo O POVO, na edição do dia 23 de junho, a demanda de requalificação é antiga. “Nossa expectativa é resolver questões das pessoas em situação de rua, reordenamento dos vendedores ambulantes (camelôs) e a questão das reformas dos calçadões das ruas Guilherme Rocha e Liberato Barroso”, disse à época o presidente da CDL.

Ele também citou que o reordenamento da região da rua José Avelino foi benéfico para o bairro. No entanto, é preciso ampliar os efeitos para outras áreas. “O Centro é o maior polo de vendas do Estado do Ceará e onde transitam 350 mil pessoas por dia e residem mais de 7.800 empresas. Representa 19,5% de toda a arrecadação de ISS de Fortaleza”, lembra.

As intervenções podem melhorar ainda mais o movimento dos compradores que visitam os estabelecimentos comerciais situados no bairro. As medidas podem se somar ao horário estendido dos comércios, ampliando ainda mais as perspectivas do consumidor. Em vigor em dezembro passado, a lei que altera o horário de funcionamento versa que as lojas podem funcionar de segunda a sexta, de 8 às 19h, e aos sábados, de 8 às 16h. Já os shopping centers abrem de segunda a domingo, de 8 à 0h.

Fonte.: Jornal O Povo.

Comentários estão fechados.