Notícias

Comércio no varejo acumulou alta de 2,1% em 2018 no Ceará, diz pesquisa

14 de fevereiro de 2019

COMPRA E VENDAS

O comércio varejista no Ceará fechou o ano de 2018 com aumento de 2,1%, conforme dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira, 13, pelo IBGE

00:03 | 14/02/2019

O comércio varejista acumulou um crescimento de 2,1% no final do ano passado, no Ceará, conforme dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quarta-feira, 13. Artigos de uso pessoal e doméstico (6,8%) e equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (4,6%) foram os que mais se destacaram.

Outros setores atingiram aumento nas vendas, como móveis e eletrodomésticos (3,5%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (2,3%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,1%), bem como tecidos, vestuário e calçados (0,2%). Em relação à taxa nacional, o volume de vendas no comércio de varejo teve uma baixa (2,2%). Comparado ao ano de 2017, as vendas cresceram (0,6%). No estado do Ceará, a alta deste final de 2018 (2,1%) é superior a 2017, que terminou com queda (1,9%).

Nos resultados negativos de 2018, segmentos de livros, jornais, revistas e papelaria obtiveram queda (13,2%), ainda que menor do que 2017 (15,1%). O consumo de combustíveis e lubrificantes (2,5%) foi bem reduzido se comparado ao ano anterior (24,5%).

O comércio varejista ampliado (atividades de veículos, peças e materiais de construção) também representou declínio, referente à compra de materiais de construção (2,8%). Já a comercialização de veículos, motocicletas, partes e peças cresceu (6,5%). Somando o total, registrou uma alta (2,7%).

Larissa Carvalho

Fonte Jornal O Povo.

Comentários estão fechados.